Caçamba fez ultrapassagem em local proibido, afirma PRF

Bombeiros tiveram dificuldade para retirar os dois corpos que ficaram presos entre as ferragens do Fiesta
Compartilhamentos

Por OLHO DE BOTO

Uma manobra imprudente e proibida teria sido a causa do acidente que deixou duas pessoas mortas e três feridas, na tarde desta quinta-feira (9), na BR-210, a 38 km de Macapá. A informação é da Polícia Rodoviária Federal do Amapá (PRF). A colisão frontal entre uma caçamba tipo basculante e um Fiesta Sedan ocorreu por volta de 15h30min.

O veículo de menor porte transitava em direção à Macapá e a caçamba em sentido oposto. De acordo com a PRF, a caçamba fez uma ultrapassagem indevida.

“As condições eram muito adversas para a manobra, chovia bastante, a pista estava lisa, e o local era proibido para a ultrapassagem”, afirmou o inspetor Haroldo Silva, da PRF. 

Os bombeiros tiveram que extrair as portas do carro. O painel do veículo também foi deslocado. Fotos: Olho de Boto/SN

Após o acidente, o condutor da caçamba fugiu do local. As vítimas são todas do veículo de menor porte. Os óbitos foram de Claudinei Alves Pereira, 47 anos, que conduzia o Fiesta Sedan, e a passageira Maria de Fátima de Freitas, de 57 anos, que era aposentada e estava indo à Macapá sacar o benefício. Ela era moradora da localidade de Munguba, distrito de Porto Grande.

Os outros três passageiros feridos foram socorridos por uma equipe do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), que voltava de uma missão e passou pelo local do acidente logo após a colisão. Os agentes levaram as três vítimas ao Hospital de Emergência de Macapá.

Resgate

O tenente Dias, do Corpo de Bombeiros do Amapá, relatou ao Portal SelesNafes.com sobre a dificuldade para retirar os dois corpos que ficaram presos entre as ferragens do Fiesta. A retirada do corpo do motorista foi a mais difícil. Os bombeiros tiveram que extrair as portas do carro. O painel do veículo também foi deslocado.

“Usamos técnicas para preservar ao máximo a integridade física da vítima seja em vida ou em óbito”, explicou o oficial.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!