Carnaval 2020: Davi e Clécio anunciam patrocínio para escolas de samba

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e o prefeito Clécio Luis anunciaram um mutirão de esforços com patrocínio de estatais e da iniciativa privada
Compartilhamentos

Por SELES NAFES

Depois de quatro anos sem desfile, as escolas de samba do Amapá têm motivos de sobra para comemorar. Na noite deste sábado (18), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), e o prefeito de Macapá, Clécio Luís (Rede), anunciaram a liberação de R$ 1,5 milhão para as agremiações iniciarem os preparativos de retomada do desfile no ano que vem.

O senador e o prefeito vinham conversando com os dirigentes das escolas desde o ano passado. Ontem à noite, em um encontro com eles numa casa de eventos de Macapá, o senador deu a boa notícia: R$ 1 milhão.

O prefeito também informou que o município entrará com mais R$ 500 mil, além da limpeza, iluminação pública e outros serviços de suporte na infraestrutura do desfile.

Do total de R$ 1,5 milhão, o presidente do Senado informou que R$ 1 milhão sairão de estatais do governo federal.

“Estamos lutando em Brasília na Secretaria Especial de Cultura, e estamos visitando as estatais que patrocinam a cultura no Brasil todo. Como não podem patrocinar o novo carnaval do Amapá”? disse o presidente do Senado em tom de desafio.

A presidente da Liga das Escolas de Samba, Lizete Jardim, eleita há apenas um mês, informou que o projeto do Carnaval 2020 já está pronto e será repassado para a prefeitura.  

“Não vou ficar parada. Nós vamos fazer o carnaval de 2020, com a prefeitura e de onde vier (apoio)”, discursou.

O prefeito Clécio Luís disse que retomar o desfile das escolas é um desafio de todos.

“Vamos atrás de apoio do governador Waldez, porque queremos que seja um esforço de todos. A ideia do Davi é ter a liberação (de R$ 1 milhão) em outubro. E nós vamos liberar em parcelas a partir de novembro até fevereiro”, informou o prefeito.

Nova presidente da Liesap, Lizete Jardim. Fotos: Reprodução

Último desfile ocorreu em 2015. Foto: Arquivo/SN

Segundo a Liesap, as escolas de samba irão injetar R$ 1,2 milhão no comércio local, e todo o processo irá gerar cerca de 2,5 mil empregos diretos e 8 mil indiretos.

A estimativa é de que o comércio no sambódromo movimente perto de R$ 1,5 milhão, o mesmo valor que estima que será deixado por turistas.

Críticas

Para os críticos da subvenção pública do Carnaval, Davi lembrou que, com apoio do governador Waldez Góes (PDT), conseguiu este ano a liberação de R$ 40 milhões para a saúde pública nos 16 municípios.  

“A gente enfrenta as adversidades com as verdades. Nós já colocamos quarenta vezes mais na saúde do povo do Amapá. (…) E vamos continuar trabalhando para trazer recursos para asfalto, saúde e educação”, acrescentou.

O prefeito Clécio Luís reforçou.

“Não vamos tirar um centavo da saúde, de pavimentação e nem de outra área. (O desfile) vai fomentar a economia e gerar emprego. É um investimento”.

Dirigentes de escolas de samba assistem anúncio: escolas terão de buscar regularização

Organização das escolas

Com R$ 1,5 milhão garantidos, os dirigentes já garantem o ponto de partida para atividades que irão assegurar o restante dos recursos necessários, como a realização de eventos, por exemplo.

O patrocínio público ocorrerá por meio de um amplo processo de captação de recursos junto à iniciativa privada. A Fundação de Cultura de Macapá irá lançar um edital de chamamento público para empresas interessadas em apoiar o desfile.

“Para isso será necessário que as escolas de samba passem por um processo de regularização contábil, fiscal e jurídica, para que estejam aptas a acessar esses recursos e utilizar de maneira correta. Assim, garantindo a sustentabilidade do carnaval”, avisou o chefe de gabinete da prefeitura e ex-presidente de escola de samba, Sérgio Lemos.

Um grupo de trabalho formado por técnicos da Fumcult, Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Semdec) e Instituto de Turismo guiará as escolas na regularização.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!