Jovem dependente químico pode ter morrido por dívida de drogas

Moradores colocaram Myke na caçamba de uma picape, mas antes do veículo sair do local, uma equipe do Samu chegou e constatou o óbito
Compartilhamentos

Por OLHO DE BOTO

Um jovem de 20 anos foi morto a facadas na noite desta terça-feira (21), em caso que a polícia acredita se tratar de acerto por dívida com o tráfico de drogas. O crime ocorreu por volta de 21h, na 17ª avenida do bairro Congós, na zona sul de Macapá.

Segundo a Polícia Civil, testemunhas disseram que Jhoni Myke Dantas Cordeiro, de 20 anos, conversava, em via pública, com um grupo formado por 3 a 4 homens quando dois deles iniciaram uma briga.

Myke Dantas foi atingido com pelo menos quatro facadas, segundo foi observado pela perícia ainda na cena do crime. Os autores do homicídio fugiram.

Policial observa o corpo de Mike. Policiais fizeram buscas, mas ninguém foi preso. Fotos: Olho de Boto/SN

Moradores das proximidades ainda tentaram levar a vítima ao Hospital de Emergência, na região central de Macapá. Eles colocaram Myke na caçamba de uma picape, mas, antes do veículo sair do local, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou e constatou o óbito. 

Perícia conferiu quatro facadas no corpo da vítima

Parentes relataram à polícia que Jhoni Myke era dependente químico. Equipes do 1º Batalhão da Polícia Militar do Amapá fizeram buscas nas redondezas, mas ninguém foi preso.

O delegado Luiz Carlos, da Delegacia de Homicídios (Decipe), acredita que a morte do jovem pode ter sido motivada por dívida com traficantes da região.

Para o delegado Luís Carlos, o crime pode ter ligação com o tráfico de drogas

“As informações iniciais é que a vítima era dependente químico e momentos antes do crime foi vista conversando com 3 ou 4 suspeitos. Entre eles, iniciou-se uma briga e a vítima foi, então, esfaqueada por desses suspeitos. Já temos alguns suspeitos”, informou o delegado Luís Carlos.

Os autores do homicídio ainda não foram identificados. A Delegacia de Homicídios prossegue investigando o caso.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!