UBS inaugurada em comunidade conta com gabinete odontológico

Restauração, extração, entre outros atendimentos de saúde bucal serão ofertados dentro da unidade 
Compartilhamentos

Da REDAÇÃO

Com direito a gabinete odontológico, foi inaugurada nesta segunda-feira (20) a Unidade Básica de Saúde (UBS) da comunidade quilombola de Ilha Redonda, na zona rural de Macapá.O espaço destinado à saúde bucal dentro da unidade fará procedimentos como restauração, profilaxia extração, entre outros. 

Além do espaço odontológico, a unidade possui cinco consultórios, farmácia, sala de vacina e curativo.

A cerimônia de inauguração da UBS contou com a presença do prefeito Clécio Luís (REDE) e do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM). A prefeitura informou no evento que esse é o 53º estabelecimento de saúde entregue à população do município.

Inaugurada,…

 

… UBS foi construída com recursos de emendas e do Município. Fotos: Max Renê/ascom PMM

Para a construção do novo espaço, foi destinada emenda parlamentar do senador Davi, no valor de R$ 409,6 mil e contrapartida da prefeitura, no montante de R$ 34,7 mil.

“Essa obra é fruto do nosso trabalho de parlamentar, onde eu fiz questão de estar aqui para verificar o resultado e, principalmente, constatar os avanços que a saúde municipal está tendo. Afinal, o prefeito Clécio está reestruturando essa área no município de Macapá”, afirmou o presidente do Senado Federal.

UBS conta com consultórios, farmácia, sala de vacina e curativo

O prefeito Clécio Luís destacou a reivindicação da comunidade pelo espaço e a importância da preservação do ambiente para que todos possam ter acesso aos serviços ofertados.

 “Antes da gente construir a UBS, teve a luta das lideranças comunitárias para chegar a esse momento. Mas também precisamos chamar as pessoas para cuidar da UBS juntos, pois não adianta entregarmos um prédio se todo mundo não ajudar a cuidar. Afinal, essa unidade irá servir para salvar vidas, então temos que cuidar dela”, disse o gestor.

Homenagem

A pedido da comunidade, a UBS passa a ter o nome de uma ilustre moradora da região, Maria Manoela Rodrigues. Remanescente daquele quilombo, Maria Máxima, como era popularmente conhecida, foi uma das primeiras moradoras da ilha e, junto do marido e dos sete filhos, desenvolveu a agricultura familiar na região que ajudo outras famílias. Maria Máxima faleceu em 1991 aos 108 anos.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!