Advogado repassa R$ 2,2 mil a detento, mas dinheiro é apreendido

Dinheiro teria sido repassado por um advogado
Compartilhamentos

Por LEONARDO MELO

Por volta das 16h do útimo sábado (8), agentes penitenciários da “equipe Echo”, do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), apreenderam R$ 2,2 mil em notas de R$ 100 e de R$ 50. O dinheiro estava escondido nas partes íntimas de um detento, e teria sido repassado por um advogado.

O detento de 45 anos, que cumpre pena por estupro, não teve o nome relevado, assim como o advogado que agora está sendo investigado. 

Contudo, fontes do Iapen confirmaram ao Portal SelesNafes.Com que o dinheiro foi repassado ao preso enquanto ele estava sendo atendido no parlatório, lugar destinado ao encontro entre presos e defensores.

O advogado foi notificado ainda na penitenciária, mas deixou o presídio sem prestar esclarecimentos, quando o certo seria a condução até o Ciosp do Pacoval. 

Os agentes que apreenderam o dinheiro não souberam informar em quais circunstâncias o dinheiro seria utilizado dentro do Iapen. 

O preso que recebeu o dinheiro cumpre pena por estupro desde o início do ano no pavilhão fechado.   

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!