Após redução de ICMS no AP, aéreas manifestam interesse e depois silenciam

Decolagens do aeroporto de Macapá, com destino às capitais brasileira e paraense, na empresa Latam, serão feitas em horários mais convenientes.
Compartilhamentos

Da REDAÇÃO

A companhia aérea Latam manifestou interesse ao governo do Amapá sobre o benefício da redução de ICMS para o querosene de aviação, e anunciou que a partir de 4 de agosto as rotas de Macapá para Belém e Brasília passarão a ser operadas em horários diurnos.

Segundo a empresa, os novos horários garantem mais opções e facilidades nas conexões com outras rotas da malha da companhia, com destinos para o Brasil e exterior.

Atualmente, no trajeto Macapá-Belém, os voos hoje são operados durante a semana, no fim da noite ou na madrugada. Já as decolagens diurnas ocorrem apenas aos domingos. O trecho Macapá-Belém terá partida às 12h05min de segunda a sexta e no domingo.

Já a volta, Belém-Macapá, terá saídas às 13h30min, de segunda a sexta, e às 10h25min nos domingos.

Gol também manifestou interesse de usufruir da redução de ICMS. Foto: Seles Nafes

Já a operação Macapá-Brasília é realizada predominantemente no fim da noite ou na madrugada. Mas, com os novos horários, todas as operações também serão diurnas. O trecho Macapá-Brasília terá decolagem do aeroporto Alberto Alcolumbre às 15h45min, de segunda a sexta.

Aos domingos, a partida é às 9h25min. O trajeto oposto, Brasília-Macapá, terá decolagem às 8h15min, de segunda a sexta, e às 6h nos domingos.

A expectativa do governo é de que haja redução no preço das passagens. A Gol também pediu informações ao governo do Estado com perspectiva de criar uma linha para Caiena, na Guiana Francesa. No entanto, até agora, nenhuma das duas formalizou o pedido de benefício. 

Em abril. o governador Waldez Góes reduziu de 27% para 3% a cobrança de ICMS para o combustível de aviões.

“As empresas reclamavam do ICMS alto. O governo conseguiu aprovar no Confaz a redução. Num primeiro momento as empresas manifestaram interesse, e depois se calaram”, explicou nesta segunda-feira (10), o secretário de Fazenda, Josenildo Abrantes,

 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!