' />

Por fingir ser deputada, ex-presidente da UNA tem indeferida candidatura a conselho

Ao todo, 37 candidaturas foram indeferidas ao pleito que ocorrerá em outubro
Compartilhamentos

Da REDAÇÃO

O ex-presidente da União dos Negros do Amapá (UNA), Iury Soledade, teve sua candidatura indeferida à eleição do Conselho Tutelar da Zona Norte de Macapá. Um dos motivos apresentados no parecer da comissão eleitoral do pleito, é que ele teria se passado por uma parlamentar.

“Foi indeferido pela comissão devido não apresentar conduta ilibada para desempenhar trabalho na área da criança e do adolescente, sendo relatado pela comissão que chegou a se passar por deputada federal”, diz o documento do processo eleitoral.

A menção diz respeito ao episódio em que Soledade foi indiciado no dia 10 de maio, pela Polícia Civil do Amapá, sob a acusação de que se passava pela deputada federal Aline Gurgel (PRB), para pedir dinheiro a órgãos públicos. De acordo com o inquérito, o ex-presidente da UNA criou um perfil falso na rede social Whatsapp e chegou a pedir liberação de R$ 300 mil à Secretaria de Estado do Turismo (Setur).  

Um total de 137 candidatos tiveram candidaturas confirmadas para concorrer ao pleito. Foto: Cássia Lima/arquivo SN

Iury Soledade foi indiciado por estelionato tentado, o que deve gerar redução da pena ao fim do processo. Mesmo assim, ele pode pegar no mínimo um ano de prisão. No dia de seu indiciamento, o Portal SelesNafes.com tentou contato com Soledade para ouvir sua defesa sobre o caso, mas não houve retorno.

Eleição ao Conselho Tutelar de Macapá

A eleição ao Conselho Tutelar de Macapá ocorrerá no dia 6 de outubro e a diplomação dos eleitos ocorrerá em janeiro de 2020. O período de inscrições de candidatos encerrou no dia 15 de maio. Ao todo, 127 pessoas concorrerão à eleição. Sendo que serão 63 candidato ao Conselho da Zona Norte e 64 ao da Zona Sul. Foram indeferidos 18 candidatos da zona sul e 19 na zona norte da capital. 

“Os candidatos já foram notificados estão trazendo as devidas defesas. Até segunda-feira [24] sai a lista definitiva”, explicou Marinei Giusti, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), órgão responsável pelo pleito. A eleição é fiscalizada pelo Ministério Público do Amapá (MP-AP).

Foto de capa: André Silva/arquivo SN

Seles Nafes
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!