Presidente de ONG se passava por deputada federal para conseguir dinheiro

Nome do acusado foi preservado pela polícia, mas ele foi indiciado por estelionato
Compartilhamentos

Por SELES NAFES

Um jovem de 22 anos foi indiciado pela Polícia Civil do Amapá, nesta segunda-feira (10), pelo crime de estelionato. Ele se passava pela deputada federal Aline Gurgel (PRB-AP) para pedir a liberação de recursos públicos para uma entidade que ele preside.

Por enquanto, a Polícia Civil decidiu não divulgar o nome do acusado, que pode pegar no mínimo um ano de prisão.

“Ele confessou o crime, e disse que comprou o chip de uma pessoa em Itaubal”, explicou o delegado Leandro Leite, da 6ª DP da Capital.

De acordo com a polícia, o criminoso criou um perfil falso da deputada no WhatsApp e solicitava a liberação de recursos públicos para sua ONG. As mensagens foram enviadas a um secretário de governo, servidores e assessores. No total, quatro pessoas teriam sido contactadas por ele como se fosse a deputada. 

Um dos pedidos, era de liberação de uma verba de R$ 300 mil de um fundo ligado à Secretaria de Turismo do Estado (Setur). Para algumas pessoas, ele teria até oferecido emprego, caso a solicitação fosse atendida.

Ex-candidato

A deputada federal procurou a Polícia Federal, que encaminhou o caso para a Polícia Civil. O jovem foi indiciado por estelionato tentado, o que deve gerar uma redução da pena ao fim do processo.

A assessoria de imprensa da deputada federal emitiu uma nota sobre o assunto, onde Aline Gurgel agradece o empenho da Polícia Civil, e esclarece que o “acusado já foi candidato ao cargo de vereador pelo PRP, partido que sempre foi aliada. Ela se entristece em saber que uma pessoa que já atuou a seu lado, politicamente, possa estar envolvida num caso de estelionato envolvendo seu nome”.

“Há anos a parlamentar vem sofrendo ataques nas redes sociais e pela primeira vez, após registrar um boletim de ocorrência, teve o caso esclarecido”, conclui.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!