Presidiário usava foto de oficial da PM para aplicar golpes

Detento fez vítimas em site de compra e venda e contou com ajuda
Compartilhamentos

Da REDAÇÃO

O detento que criou um perfil falso em um site de compra e venda, para aplicar golpes, foi indiciado pela Polícia Civil do Amapá pelo crime de estelionato, nesta quarta-feira (5). O nome do interno do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) não foi divulgado.

As investigações foram realizadas pela 6ª Delegacia de Polícia da capital e apontam que o criminoso usava a foto de um oficial da Polícia Militar para enganar as vítimas. 

Segundo a delegacia, o infrator utilizou, no mês de maio deste ano, um celular que estava dentro do presídio para se passar pelo militar e conseguiu enganar muitas pessoas. Para isso, ele enviava um comprovante falso de transferência bancária e solicitava que o objeto negociado fosse entregue a um comparsa que o ajudava fora da prisão.  

Delegado Leandro Leite: procura por pessoas que ajudaram o detento nos golpes. Foto: PC-AP/arquivo

Até o momento, somente um dos objetos comercializados foram recuperados e estão abertos outros dois inquéritos para localizar os demais. 

O delegado Leandro Vieira Leite explicou que, através da análise dos números de telefones vinculados ao perfil falso, foi possível identificar o interno, que é o autor intelectual do crime. Leite também disse que o trabalho agora também consiste em identificar outras pessoas que participaram dos golpes.

Foto de capa: Seles Nafes/arquivo

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!