“Até hoje estou aprendendo a tocar violão”, diz mestre Nonato Leal, aos 92 anos

Mestre Nonato se apresentou nesta terça-feira (30), na Praça Floriano Peixoto, em Macapá. Fez um show memorável e foi ovacionado pelo público.
Compartilhamentos

Por MARCO ANTÔNIO P. COSTA

Aos 92 anos e em plena atividade, o violonista Nonato Leal lançou um song book, livro com as partituras das suas composições e um pouco da história da sua carreira, que já dura mais de 80 anos.

O show ocorreu nesta terça-feira (30) na Praça Floriano Peixoto, área central de Macapá, e contou com a orquestra de violonistas que leva o seu nome. Família, amigos, músicos, admiradores da música e fãs foram ao evento para prestigiar o músico que recebeu a todos com um sorriso no rosto.

Mestre Nonato foi prestigiado pelos familiares. Fotos: Marco Antônio P. Costa/SN

Natural da cidade de Vigia, no estado do Pará, mestre Nonato Leal fez questão de enaltecer suas origens e também de elogiar o lugar que lhe acolheu, o Amapá. O músico começou a tocar com oito anos de idade. Passou pelo violino, banjo, bandolim e viola, antes de chegar ao violão.

Apresentação contou com a orquestra de violonistas que leva o seu nome

“Aos 18 anos, senti que minha música não tinha mais espaço na Vigia. Fui para Belém, e, lá, conheci outro mundo musical. Lá, conheci uma cantora muito famosa e ela me apresentou ao namorado dela, chamado Aluízio Bevilácqua. Ele me ouviu tocar todos aqueles instrumentos e me deu os parabéns, no que eu lhe disse que eu é que tinha ficado abismado com ele tocando violão. Pois bem, ele me perguntou se eu queria tocar violão, pra eu jogar pra escanteio todos aqueles instrumentos e me dedicar ao violão. Me dediquei e me dedico. Até hoje estou aprendendo a tocar violão”, declarou, com extrema humildade, o exímio violonista.

Mestres da Música

Mestre Nonato fez mais uma apresentação memorável

O song book do mestre Nonato Leal é o primeiro de série de quatro livros, que serão lançados pela Prefeitura Municipal de Macapá no projeto “Mestres da Música”.

“O objetivo é fazer o registro e valorizar a história de vida e história musical desses compositores amapaenses. Nonato Leal, Mestre Oscar Santos, Professor Tiago e Amilar Brenha. Serão quatro livros desses verdadeiros mestres da música amapaense. Essa semana foi aniversário do Professor Nonato, então, imagino que esteja sendo um presente lhe fazer essa homenagem em vida, além do grande legado que os músicos, amantes da música e pesquisadores terão à sua disposição, a partir de agora”, explicou o prefeito de Macapá, Clécio Luis.

Das mãos do prefeito Clécio…

… Mestre Nonato Leal recebeu o primeiro song book

Após acompanhar atentamente aos violonistas que formam a Orquestra Nonato Leal, o professor passou a contar histórias da sua música e outros episódios, que tinham personagens reais que acompanhavam o evento. As histórias divertiram a plateia.

Mestre Nonato também recebeu das mãos do Prefeito Clécio o exemplar do livro. O violonista encerou agradecendo a acolhida que o Amapá lhe deu e aos amigos que fez no Estado.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!