Em Porto Grande, fiscais apreendem barcos de pescadores ilegais e de caçadores

Proprietário têm 20 dias de prazo para apresentar documentos das embarcações
Compartilhamentos

Por SELES NAFES

Fiscais da Secretaria de Meio Ambiente de Porto Grande, cidade a 105 km de Macapá, apreenderam embarcações que estavam sendo utilizadas por caçadores e por pescadores para atividades ilegais.

A secretaria foi avisada por moradores que os caçadores guardavam as embarcações em uma propriedade e depois retornavam com animais abatidos e muito peixe.

Como não houve o flagrante de caça e nem de pesca ilegal, as embarcações foram retidas, e os proprietários poderão ser penalizados por outras infrações.

“Os donos terão que procurar a Secretaria de Meio Ambiente para apresentar os documentos das embarcações. Eles serão multados por condução ilegal e por guardar os barcos em locais inadequados”, explicou o secretário de Meio Ambiente de Porto Grande, o popular “Sangue Forte”.

Caminhão da Semma usado na apreensão dos barcos. Fotos: Divulgação

O prazo de comparecimento é de 20 dias. Se os proprietários não aparecem ou não comprovarem que são os donos, os barcos serão utilizados na fiscalização de outros crimes ambientais, como já ocorre com outros materiais apreendidos.

Nesses casos, os materiais apreendidos também poderão ser doados a órgãos públicos como a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e entidades sociais.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!