Presos com 8 mil munições são soltos pela justiça

Suspeitaram pagaram fiança para responder ao processo em liberdade
Compartilhamentos

Por SELES NAFES

Uma juíza da comarca de Santana, cidade a 17 km de Macapá, liberou em audiência de custódia, na quarta-feira (10), os dois homens presos em flagrante com mais de 8 mil cartuchos de munição, além de arma de fogo e colete balístico. Eles pagaram fiança.

A defesa alegou que as munições apreendidas não são de uso restrito.

“Havia pólvora para produção de fogos de artifício, e a arma não tinha numeração raspada. (…) A munição encontrada não pertence ao Sérgio, e assim ao Alexandre, que guardou no depósito sem avisá-lo. Como não era para comercialização nem produção, se tornou mais fácil conseguir a fiança”, explicou o advogado de defesa, Hiago Magaive Martins da Cruz.

Sérgio Gomes da Costa, de 35 anos, e Alexandre Souza Alves, de 29 anos, foram presos em um galpão, no Centro de Santana, por policiais de vários batalhões da Polícia Militar do Amapá. A arma e o colete foram encontrados no estabelecimento comercial de Sérgio, no Centro de Santana.

Munição não seria de nenhum dos dois suspeitos, diz defesa. Fotos: Olho de Boto

A suspeita é de que eles estavam usando esse comércio como fachada para vender munição sem autorização. A PM informou que recebeu várias denúncias sobre a comercialização de munição.   

“O Alexandre disse que guardou no depósito para um homem das ilhas do Pará que buscaria tudo em 15 dias”, alegou o advogado.

Apesar da liberdade, os dois responderão ao inquérito que apura armazenamento ilegal de material explosivo e de munição, além do porte da arma de fogo, um revolver calibre 38.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!