Oficial que matou casal no trânsito é solto

Juiz entendeu que liberdade não oferece risco ao processo
Compartilhamentos

Por SELES NAFES

O juiz Matias Pires Neto, da 1ª Vara Criminal de Macapá, mandou soltar o oficial da reserva da Polícia Militar do Amapá que matou um casal num grave acidente de trânsito na Rodovia Duca Serra, no fim do ano passado.  

A defesa do tenente Toni Jesus de Oliveira Vitória alegou que ele tem residência fixa, é oficial da reserva, tem dois filhos que precisam de seus cuidados, e que, por essas razões, não terá como se furtar do cumprimento da lei.

O juiz acatou o argumento, acrescentando que “embora a instrução processual não se tenha concluído, as provas que poderiam ser prejudicadas pela interferência do acusado em liberdade, já foram colhidas”.

Na véspera do Natal do ano passado, o oficial aposentado estava dirigindo uma S-10 que bateu numa motocicleta conduzida por José Wagner da Costa, de 45 anos, próximo ao residencial Jardim Europa, na zona oeste de Macapá. Na garupa estava Maria Odaléia dos Santos, de 46 anos. Os dois morreram na hora.

Policiais do BPRE atestaram que o tenente apresentava sinais de embriaguez. Fotos: Olho de Boto/Arquivo

O tenente foi preso por apresentar sinais de embriaguez. Durante os vários pedidos de liberdade feitos à justiça, todos negados, a defesa argumentou que não havia provas de que ele tivesse ingerido álcool.

Contudo, foi o que atestaram no boletim de ocorrência os policiais militares do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE).

O oficial estava cumprindo a prisão preventiva num quartel da PM.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!