Polícia descarta envolvimento de PM em tiroteio em bar

O policial foi localizado após diligências e prestou declaração na Corregedoria Geral da PM
Compartilhamentos

Da REDAÇÃO

Foi descartada pela Polícia Militar do Amapá a suposta participação de um policial em um tiroteio ocorrido em um bar no bairro do Trem, na madrugada desta sexta-feira (2).

Segundo a PM, em nota, o militar apontado como suspeito não foi reconhecido pelas vítimas como autor dos disparos que atingiram quatro pessoas: uma mulher de 30 anos, ex-esposa do militar apontado, e três homens com idades entre 23 e 36 anos. Todos estão internados no Hospital de Emergência de Macapá.

Entre as características apontadas por testemunhas para o criminoso, estão tatuagens nas panturrilhas. O PM acusado não possui tatuagens. Outro elemento é que o carro usado pelo atirador foi um SUV Creta, de cor vermelha, que passou em frente ao estabelecimento. Mas esse não seria o carro do policial.

O PM foi localizado após diligências e prestou declaração na Corregedoria Geral da PM-AP. Ele informou que estava em seu apartamento durante toda a noite e que câmeras de segurança podem comprovar.

Outro fato indicado pela polícia é que a ex-mulher do militar solicitou apoio dele, por conta dos filhos do casal.

Leia mais sobre o caso em: 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!