“Calor da emoção”, diz Davi sobre possível rompimento com Randolfe

Presidente do Senado achou que houve exagero na cobertura sobre a crise com Randolfe, e que continua disposto ao diálogo
Compartilhamentos

Por SELES NAFES

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), se pronunciou a respeito da crise com o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), do qual foi aliado nos últimos anos. Davi atribuiu as declarações de Randolfe ao “calor da emoção”.

O senador do DEM ainda não considera que há rompimento, e acredita que houve exagero na cobertura da imprensa a respeito da crise.

“Randolfe sempre foi um amigo e companheiro político no Amapá. Eu acredito que tudo isso seja motivado pelo calor da emoção, natural do embate político e exacerbado pelo clamor midiático”, comentou, em nota enviada ao Portal SelesNafes.Com, na noite desta quinta-feira (19).

O estremecimento na relação entre os dois começou de forma doméstica. Em Macapá, o grupo majoritário da Rede Sustentabilidade, que segue Randolfe, não aceita a pré-candidatura do empresário Josiel Alcolumbre (DEM), à prefeitura de Macapá. 

Clécio, Davi e Randolfe: possível fim de uma aliança duradoura. Foto: Seles Nafes/Arquivo SN

A Rede tem dois pré-candidatos: Silvana Vedovelli e Caetano Bentes O prefeito Clécio Luís, que é da Rede e encerra o mandato no ano que vem, ainda não se pronunciou publicamente a respeito dos dois nomes.

A divergência vem gerando afastamento entre Randolfe, Clécio e Davi. Na sessão de quarta-feira (18), no Senado, quando não foram reconduzidos procuradores que atuaram na Lava-Jato, Randolfe acusou Davi de ter atendido a interesses de Renan Calheiros e de outros senadores investigados pela força-tarefa. Randolfe deu a entender que era o fim da aliança com Davi.

“O senador Randolfe, que se pauta pela defesa do Amapá e o Brasil, sabe que eu continuo disposto ao diálogo e ao entendimento”, afirmou o presidente do Senado.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!