Marabaixo sobe a rampa do Congresso e “invade” o Senado

Sessão plenária teve Canção do Amapá e muito som de Marabaixo
Compartilhamentos

Por SELES NAFES

O Senado foi invadido por manifestações culturais das terras tucujús nesta quarta-feira (11), na sessão em homenagem aos 76 anos de criação do Território Federal do Amapá.

A sessão conduzida pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), foi proposta pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede). O senador Lucas Barreto (PSD) também acompanhou a sessão, acompanhado do prefeito de Macapá, Clécio Luís (Rede), empresários, artistas e outros representantes do Amapá.

Até o dia 13 de setembro de 1943, o Amapá pertenceu ao Estado do Pará, quando o então presidente Getúlio Vargas decidiu pela criação da nova unidade da federação. O ato obedeceu a critérios militares e econômicos, segundo os historiadores.

O Amapá só alcançaria sua autonomia em 1988, com a promulgação da Constituição Federal que transformou o então território em Estado, junto com Roraima.

A programação no Senado começou ainda na terça-feira (10), com a abertura da exposição “Amapá: onde os hemisférios se encontram”, organizada pelo presidente do Senado.

Plenário foi invadido pelos dançarinos de Marabaixo. Fotos: Márcio Brandão e Agência Senado

Senado proposta por Randolfe Rodrigues e conduzida por Davi Alcolumbre

Além de artistas amapaenses, ele também convidou para a festa o desenhista Maurício de Souza, que criou um desenho mostrando a Turma da Mônica dançando marabaixo ao lado da Fortaleza de São José de Macapá, um dos símbolos do Estado.

A sessão foi aberta com a cantora Silmara, da Banda Negro de Nós, entoando o Hino Nacional e depois a Canção do Amapá. Em seguida, o plenário foi invadido por um grupo de marabaixo.

Desenho criado por Maurício de Souza

“Para mim como amapaense, com muito orgulho, é uma honra, é um privilégio, é uma dádiva divina, poder conduzir esta sessão na qualidade de presidente do Senado Federal. Espero que iniciativas como esta, que se proponham a mostrar a riqueza e a diversidade de um estado do Brasil, se repitam aqui nesta Casa”, disse o presidente do Senado.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!