Ônibus: Licitação vai escolher empresas que ofereçam ar-condicionado

A CTMac realizou nesta segunda-feira (23) a segunda audiência pública obrigatória da primeira licitação do transporte coletivo de passageiros
Compartilhamentos

Por MARCO ANTÔNIO P. COSTA

As empresas que irão explorar o transporte de passageiros em Macapá, depois da licitação conduzida pela Companhia de Trânsito e Transportes de Macapá (CTMac), terão que oferecer um percentual de veículos com ar condicionado. O item está no edital da licitação, que teve a segunda audiência pública na tarde desta segunda-feira (23).

Com a realização das duas audiências públicas obrigatórias, a CTMac já pode publicar o edital, o que está previsto para acontecer em outubro. Se não houver decisões judiciais atrasando o andamento da licitação, a estimativa é de que o certame seja concluído em dezembro, com os contratos sendo assinados em janeiro.  

“É um passo histórico. Essa segunda audiência é a complementação da que tivemos em maio, após colhermos sugestões da sociedade. Além de uma exigência legal, a licitação da concessão de transportes trará segurança jurídica ao município, às empresas e, principalmente, trará melhorias para os usuários”, afirmou o Presidente da CTMac, André Lima.

Audiência é uma obrigação prevista na legislação. Fotos: Marco Antônio P.Costa

Engenheiro civil George Teixeira, consultor que ajudou a definir parâmetros da licitação

A audiência contou com representações do Tribunal de Contas do Estado, do Ministério Público Estadual e de técnicos como George Teixeira, engenheiro civil e consultor responsável pela definição dos novos parâmetros do transporte coletivo macapaense.

“No novo modelo nós teremos um contrato que estabelecerá mais detalhadamente o serviço, para que seja mais homogêneo entre as diversas empresas e isso deve melhorar o serviço como um todo. Iremos apostar na otimização, inteligência do funcionamento dos transportes. Isso pode se transformar ou em redução de tarifa ou em serviços melhores. No primeiro momento estamos optando por manter o valor da tarifa e fazer um processo de renovação da frota e processo de implementação de ar-condicionado em todas as linhas estruturais, que são as principais”, explicou George Teixeira.

A tarifa atual é de R$ 3,50.

André Lima, presidente da CTMac

Linhas estruturais deverão ter veículos com ar-condicionado

Bilhete único e nova malha viária

A CTMac também informou que pretende implantar o sistema de bilhete único similar ao modelo de outras capitais brasileiras. Será possível, por exemplo, pegar uma condução nos bairros mais extremos da zona norte, saltar no centro em terminais de integração e chegar até o extremo da zona sul de Macapá pagando apenas uma passagem. 

“A gente tem um trabalho que é do Programa de Aceleração do Crescimento Mobilidade, que vai requalificar 38,5 km de vias, calçadas com acessibilidade, equipamentos urbanos, ciclovias e ciclofaixas, então não é apenas fazer a licitação, a prefeitura irá melhorar nossa malha viária para que as empresas também tenham mais condições de prestar um bom serviço”, finalizou André Lima.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!