Incêndio revela grande lixeira dentro do antigo Aninga

Antigo Centro Aninga de Internação para menores infratores fica no bairro Novo Buritizal, zona sul de Macapá.
Compartilhamentos

Por MARCO ANTÔNIO P. COSTA

Na tarde desta terça-feira (11) um incêndio tomou conta das antigas instalações da unidade de atendimento socioeducativa de menores de idade, o popular “Aninga”, na Rua Claudomiro de Moraes, bairro Novo Buritizal, zona sul de Macapá.

O incêndio começou por volta das 14h30 horas e atingiu o matagal que há dentro do prédio abandonado, chamando muita atenção de quem passava no local. A fumaça podia ser vista de longe.

Os bombeiros encontraram uma verdadeira lixeira dentro das instalações abandonadas. Fotos: Marco Antônio P. Costa/SN

Moradores desconfiam que alguém deve ter ateado fogo em algum lixo e por conta do calor as chamas se alastraram. O Corpo de Bombeiros não confirma a origem do fogo, mas concorda que essa é uma hipótese provável.

“Fomos chamados para incêndio em vegetação e nos deparamos com esse prédio abandonado, com muito lixo, entulho, fora o matagal. Utilizamos de 13 a 15 mil litros de água para apagar o fogo e a fumaça incomodou muito, obviamente, a população vizinha. Não podemos afirmar, mas provavelmente alguém colocou fogo aqui pelo lado e ele acabou se alastrando”, comentou o cabo Alexander Costa, do Corpo de Bombeiros.

Os bombeiros gastaram cerca de 15 mil litros de água…

… para apagar o incêndio, segundo o cabo Alexander Costa

Abandono

Os moradores denunciam que o prédio está abandonado e já serviu de lugar de esconderijo para meliantes no passado, tendo inclusive sido local onde ocorreram estupros, o que faz as mulheres da vizinhança terem medo de passar por lá.

O que chamou mesmo a atenção foi a quantidade…

… de lixo que toma conta do local

“Agora, além do abandono do local, o fogo. Minha mãe tem problemas pulmonares e foi assim a tarde inteira, com muita fumaça. Nos prometeram que aí seria uma estação de tratamento da Caesa [Companhia de Água e Esgoto do Amapá], mas até agora nada”, declarou a moradora Rosa Cruz, de 49 anos.

O terreno foi cedido para a Caesa em 2013, mas até agora o local está abandonado.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!