Polícia procura suspeito de matar mulher a facadas em Macapá

A última vez que o suspeito foi no dia 11 de dezembro de 2018, três dias antes do corpo ser encontrado em estado de decomposição, no bairro do Buritizal, zona sul de Macapá.
Compartilhamentos

Por OLHO DE BOTO

A Polícia Civil do Amapá divulgou a única imagem do homem tido como o principal suspeito da morte de uma mulher assassinada a facadas em Macapá, em dezembro de 2018.

Maria Joana Nascimento dos Santos, de 52 anos, foi achada dentro de uma quitinete onde morava há pouco mais de um mês, à época, como inquilina.

O homem procurado é conhecido apenas como “Pará” e aparenta ter entre 30 e 40 anos. De acordo com as investigações da Delegacia Especializada de Crimes Contra a Pessoa (Decipe), ele tinha um relacionamento afetivo com a vítima.

Delegado Wellington Ferraz aponta a foto de Pará: polícia conta com ajuda da população pra encontrar suspeito. Fotos: Olho de Boto/SN

A principal tese de motivação para o crime é latrocínio. Joana estaria de posse de uma certa quantia em dinheiro, o que teria despertado a ganância do suspeito.

A polícia sabe pouco sobre “Pará”. Conforme o levantamento ele fazia bicos de estivador na feira do Buritizal e em comércios da região. Ele também seria usuários de drogas.

“Nós identificamos que à época dos fatos ela estava envolvida com um rapaz que ajudava a descarregar frutas de caminhões pelos mercados do Buritizal, também na Feira Maluca, naquela região da cidade”, reforçou o delegado Wellington Ferraz, que comanda as investigações.

Contato da Decipe para denúncias

A última vez que o suspeito nas redondezas onde trabalhava foi no dia 11 de dezembro de 2018, três dias antes do corpo de Maria Joana ter sido encontrada. Naquele dia, ele foi filmado por uma câmera de um comércio localizado próximo à quitinete onde a vítima morava. Depois disso, ele desapareceu.

“Ele pode ter saído de Macapá, mas também pode estar escondido em algum outro bairro da capital. Como ele é um andarilho que não tem emprego nem endereço fixo, estamos divulgando essa imagem dele e queremos contar com o apoio da população para nos ajudar a localizar esse suspeito. O sigilo da identidade do denunciante é totalmente garantido”, ressaltou o delegado Ferraz.

Para Ferraz, a imagem do suspeito flagrada pela câmara pode ter sido feita próxima do horário do crime

O crime

O corpo de Maria Joana foi encontrado na tarde do dia 14 de dezembro de 2018, já em estado de decomposição dentro de uma quitinete alugada, no Conjunto Laurindo Banha, na Rua Maria Raimunda, bairro Novo Buritizal.

O sumiço da vítima e o forte odor que exalava da residência chamaram a atenção de vizinhos, que acionaram a polícia. O delegado Welington Ferraz esteve no local.

Peritos analisam cena do crime no quitinete onde Maria Joana foi achada morta em 14 de dezembro de 2018

“Naquele dia, acompanhamos o trabalho pericial e foi observado que ela [vítima] estava com algumas perfurações no corpo, na região mamária. Provavelmente, produzidas por faca. Encontramos dentro do imóvel algumas roupas masculinas, compatíveis com o biótipo do suspeito Pará”, revela o delegado.

A faca usada no crime foi encontrada nos fundos do imóvel.

Foto de capa: Divulgação/PC

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!