Integrante de facção usou nome falso para se internar em hospital, diz PC

A farsa foi descoberta pela Equipe de Capturas da Polícia Civil do Amapá. Acusado está internado no Hospital Alberto Lima, no centro de Macapá.
Compartilhamentos

Da REDAÇÃO

A Polícia Civil deu voz de prisão, nesta terça-feira (5), a um paciente internado na maior unidade de saúde em funcionamento do Estado, o Hospital de Clínicas Alberto Lima (HCAL), localizado no centro de Macapá.

Segundo a polícia, assim que receber alta médica, José Valdo Penha Gonçalves Filho, de 19 anos de idade, será encaminhado ao Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), onde ficará à disposição da justiça.

Acusado de integrar uma organização criminosa e praticar crimes como roubo, furto e homicídio, ele foi descoberto pela Divisão de Capturas do Departamento de Polícia Especializado.

José Valdo, que está com mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal de Santana, município a 17 km de Macapá, estava hospitalizado com nome falso de Rosivaldo dos Santos Gonçalves, de 18 anos de idade. Ele necessita de uma cirurgia no fêmur, lesão oriunda de um acidente de trânsito.

Por ter usado nome falso, José Valdo responderá a um Termo Circunstanciado de Ocorrência por falsidade ideológica.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!