Mulher é assassinada com requintes de crueldade

Despido, o corpo estava numa região de mata do bairro Sol Nascente (Rodovia do Curiaú), na zona norte de Macapá.
Compartilhamentos

Por OLHO DE BOTO

Uma mulher aparentando ter entre 35 e 40 anos de idade foi encontrada morta e com as mãos amarradas a uma árvore, nesta quinta-feira (7). Despido, o corpo estava numa região de mata do bairro Sol Nascente (Rodovia do Curiaú), na zona norte de Macapá. O local é de difícil acesso.

A vítima, ainda não identificada, foi achada no fim da tarde, por volta de 17h40. Um homem que caçava passarinhos na região foi quem encontrou o corpo. Existe a suspeita de que ela estaria grávida.

Caso é investigado pela Delegacia Especializada de Crimes Contra a Mulher. Fotos: Olho de Boto/SN

O caso é investigado pelo delegado Renato Gerep, da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DCCM).

Segundo ele, o corpo apresentava duas pequenas perfurações na altura do peito, provavelmente produzidas por arma branca. A vítima tinha a palavra “Clebson” tatuada no braço direito.

Peritos da Polícia Técnico-Científica acharam uma faca próximo ao corpo, possivelmente é a arma utilizada no crime. Algumas peças de roupas também foram encontradas.

De acordo com o delegado Gerep, pelo estado do corpo, a perícia estima que a morte tenha acontecido no mesmo dia, provavelmente no início da tarde. A perícia também deve apontar a causa da morte e se a vítima estaria grávida. A motivação e a autoria do crime ainda são desconhecidas.

Delegado Renato Gerep: “Tratamos o caso como crime de feminicídio”

“Incialmente, vamos nos concentrar na identificação da vítima. Será nosso ponto de partida para a investigação. Mas tratamos como crime de feminicídio. Temos uma linha de investigação com alguns elementos, mas ainda não podemos revelar detalhes”, informou o delegado.

Foto de capa: Divulgação

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!