• clecio-1-(2)
    Após apreensão de panfletos fake, Clécio fala em ‘ato criminoso’
  • ' />

    Deputado repudia fake news sobre voto contrário em auxílio emergencial

    Acácio Favacho lembrou que a prorrogação do benefício foi aprovada por unanimidade na Câmara. Foto: Ângelo Percy
    Compartilhamentos

    Por SELES NAFES

    O líder do Pros na Câmara dos Deputados, Acácio Favacho, condenou, nesta segunda-feira (20), a circulação nas redes sociais de uma fake news onde era afirmado que ele tinha votado contra o fim do auxílio-emergencial do governo, criado durante a pandemia. Ele lembrou que o auxílio foi prorrogado por unanimidade em votação na Câmara do projeto de lei 2801/2020.

    O benefício foi estendido por mais dois meses, e o projeto foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no último dia 30 de junho.

    “Publicações de cunho inverídico, mentiroso e falso que se propagam a respeito desse tema demonstram ações desesperadas de politicagem, através de atos criminosos que visam somente disseminar inverdades, de forma grosseira e com objetivo de causar pânico e desesperança aos que tanto necessitam desse recurso”, comentou o deputado.

    Acácio disse que como líder do Pros na Câmara vem se posicionando favorável à manutenção do auxílio. 

    “Portanto, votei a favor do texto-base do PL 2801/2020, que estabelece a natureza alimentar do benefício emergencial. Atribuir a mim voto contrário à prorrogação do auxílio emergencial não é só notícia falsa e irresponsável como também é crime e deve ser tratado com os rigores que a lei exige. Não compartilhe fake news”.

    Os deputados Luiz Carlos (PSDB) e Aline Gurgel (PRB), alvos de boatos e ataques semelhantes nas redes sociais, também divulgaram notas repudiando as falsas notícias. 

    Seles Nafes
    Compartilhamentos
    Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
    error: Conteúdo Protegido!!