Compartilhamentos

O Procon do Amapá começou a fiscalizar as lojas de material de construção de Macapá. O objetivo é saber se os preços do cimento praticados por estes  estabelecimentos estão de acordo com a realidade do mercado. A saca de 50 quilos está sendo vendida a preços que variam entre R$ 28 e R$ 30.

Todos os anos, nesta época, o Procon costuma receber denúncias de preços abusivos.

 “Quando chega próximo do fim do ano, aumenta a procura por essas lojas e elas tendem a aumentar o valor de alguns produtos por conta dessa procura”, justifica a fiscal Sônia Gurgão.

É nesta época do ano que a demanda aumento e os preços também. Fotos: André Silva

É nesta época do ano que a demanda aumento e os preços também. Fotos: André Silva

As equipes de fiscalização estão desde segunda-feira, 31, fazendo as visitas. Por enquanto, ainda não foi possível afirmar se estão ocorrendo abusos. Os técnicos irão cruzar as informações da coleta.

Fiscais conversam com responsável por loja de materiais de construção. Foto: Ruan Alves Agência Amapá

Fiscais conversam com responsável por loja de materiais de construção. Foto: Ruan Alves Agência Amapá

“O nosso objetivo é fazer a comparação das últimas notas de compra dessas lojas com o preço que elas estão praticando”, completou Sônia, acrescentando que as fiscalizações também irão verificar selos de garantia e prazos de validades, entre outras obrigatoriedades previstas no Código de Defesa do Consumidor.

Os estabelecimentos notificados terão dez dias para apresentar as notas e se adequar as normas do mercado. O Procon não soube informar quantas lojas serão inspecionadas, mas fiscalizações serão realizadas até sexta feira, 4.

Compartilhamentos