Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Wagner Ribeiro, de 57 anos, é filho de pai maranhense e mãe belenense. Ele nasceu em Serra do Navio, quando o pai na época veio para o estado contratado pela empresa ICOMI, que explorou minério por 30 anos no município. Conta que sempre fazia a ponte entre Serra e Santana, onde mora atualmente.

Wagner e uma de suas obras. As paisagens locais são sua fonte de inspiração. Fotos: André Silva

Wagner e uma de suas obras. As paisagens locais são sua fonte de inspiração. Fotos: André Silva

Wagner diz que nasceu artista e que aprendeu a pintar sozinho. Descobriu seu estilo somente quando começou a expor para outras pessoas. Aos cinco anos de idade fez sua primeira obra de arte que o pai guardou por muito tempo.

“Já fiz sucesso na escola com essa idade. Eu tenho o dom da arte”, conta.

No espaço criado pelo próprio artista, no Araxá

No espaço criado pelo próprio artista, no Araxá

Ele diz que só começou a ser visto como artista no estado a partir de 2000. A solidão que passou, afastado da esposa no período de um mês, despertou a inspiração. Foi quando começou a pintar em série.

“Antes, eu pintava uma ou duas vezes por ano. Eu tinha essa ideia de que era principiante e tinha vergonha de mostrar meu trabalho. Foi quando resolvi fazer um trabalho em série”, comenta.

Monumentos,

Monumentos, cultura e cotidiano são pontos de referência para o trabalho de Wagner Ribeiro

291c48af-731f-4ff0-98bc-199781046a70

Trabalho do artista é voltado para o impressionismo

Estilo

O artista lembra que só teve certeza do estilo quando foi pesquisar sobre a história da arte e começou a comparar seus trabalhos com outros e chegou a conclusão do que fazia.

“É igual musica: você começa a cantar e descobre que tem um ritmo, ele é identificado de um jeito ou de outro e você descobre se é brega, se é samba, sertanejo. Eu percebo que o meu trabalho é voltado para o impressionismo. Depois que eu comecei estudar foi que descobri”, explica.

80c37c36-9a7d-445a-8a1f-d4b0ad531212

Marabaixo é presença constante nas telas

85f897e8-a4cb-4d4c-bdfd-ad5da014525e

A natureza representada nas cores de Wagner Ribeiro

Inspiração

Wagner Ribeiro cita R Peixe como uma de suas influências. Sobre a inspiração, ele diz que vem de todas as partes da cidade de Macapá. Pontos turísticos, cultura indígena, marabaixo… tudo entra nas telas.

“Gosto do regionalismo. Começo a pintar o que vejo. Gosto da minha cultura, gosto da minha cidade. Percebo que eu tenho que pintar o que está a minha volta. Diferente de outros artistas que já vão para uma pintura mais universalizada”, justifica.

Em novembro, obra de artista amapaense ganha exposição

Em novembro, obra de artista amapaense ganha exposição

Suas obras ficam em uma galeria de artes que ele mesmo fundou, no Complexo do Araxá. No espaço, já conseguiu reunir mais de 20 artistas em uma única exposição.

Os preços de cada uma de suas telas variam de R$ 50,00 a até R$ 10 mil. Os quadros estão espalhadas por várias partes da cidade. O artista já participou de inúmeras amostras, tanto coletivas como individuais.

Wagner e mais nove artistas estarão participando de uma amostra de artes no Amapá Garden Shopping no dia 10 de novembro.

Em sua galeria, no Complexo do Araxá, Wagner chegou a reunir exposição de 20 artistas

Em sua galeria, no Complexo do Araxá, Wagner chegou a reunir exposição de 20 artistas

Compartilhamentos