Com portas fechadas, vereadores aprovam alteração na Lei Orgânica

Votação ocorreu depois de desocupação do prédio por determinação judicial
Compartilhamentos

SELES NAFES

Após decisão do juiz plantonista Luiz Hauseller, do Tribunal de Justiça do Amapá, a Câmara de Vereadores de Macapá foi desocupada pacificamente pelos servidores, e a alteração da Lei Orgânica foi aprovada. A sessão foi fechada, e nem a imprensa pôde registrar.

A votação ocorreu por volta das 16h. Segundo uma fonte consultada pelo portal SELESNAFES.COM, estavam presentes apenas os vereadores e poucos assessores. As galerias, que no dia anterior foram tomadas por manifestantes, estavam vazias.

Os sindicalistas dizem que o projeto retira vantagens, mas a prefeitura diz que essa interpretação é fruto de uma desinformação causada por boataria.

O fato é que o projeto teve 14 votos favoráveis. Os votos contrários foram dos vereadores: Auciney Maciel (PSDB), Diego Duarte (PTC) Marcelo Dias (PSDB) e Cláudio Góes (PDT).

Houve três ausências Iury Pelaes (PMDB), Patriciana Guimarães (PRP), Odilson Nunes (PRB). Pastor Didio (PRB) não votou.

Até as 17h, servidores que saíram do prédio estavam bloqueando a Avenida FAB, onde organizaram um ato público.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.