Entidades protocolam denúncia por nova mortandade de peixes

Moradores acreditam que as mortes ocorreram simultaneamente nas duas hidrelétricas.
Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Três entidades de Ferreira Gomes, a 137 quilômetros de Macapá, protocolaram denúncia nos ministérios públicos Estadual e Federal, por causa do novo aparecimento de peixes mortos no rio Araguari.

O mais recente achado ocorreu no sábado (17), na margem do rio. Várias espécies de peixes foram encontradas mortas, por moradores. Eles não souberam calcular a quantidade.

Moradores dizem que acharam peixes mortos próximos a duas hidrelétricas Foto: Arquivo Pessoal

Antes disso, dizem os moradores, outros peixes foram encontrados mortos em frente a Usina Hidrelétrica Cachoeira Caldeirão (UHCC). No sábado, as espécies estavam próximo a Usina Hidrelétrica Ferreira Gomes Energia (HFGE). Ambas estão localizadas no rio Araguari. (veja vídeo abaixo)

Os moradores acreditam que as mortes ocorreram simultaneamente nas duas hidrelétricas. As espécies são as mesmas nas duas situações (tambaqui, pacu, aracu de varias espécies, acari, pescada, laquiã e tucunaré).

Peixes de várias espécies foram achados mortos Foto: Arquivo Pessoal

A comunidade reclama que é prejudicada com a mortandade dos peixes, porque existem famílias que dependem da pesca para sobreviver.

Os moradores lamentam que os episódios estejam ocorrendo no período de defeso de algumas espécies.

A denúncia foi protocolada por representantes do Movimento dos  Atingidos por Barragens (MAB), Associação dos Quilombolas do Igarapé do Palha e Associação dos pescadores de Porto Grande.

“Fizemos denúncia tanto no MP quanto no MPF para que eles tomem providência  concernente às duas hidrelétricas que mataram peixes, simultaneamente”, disse Moroni Atimba, presidente do MAB.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.