Judiciário do Amapá economiza R$ 400 mil em energia

Assunto foi um dos temas do bate-papo com a imprensa.
Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap) anunciou nesta segunda-feira (11) que conseguiu reduzir a conta de energia da instituição. De acordo com o balanço apresentado na 5ª edição do Bate Papo com a Imprensa, foram cerca de R$ 400 mil em economia. Outros assuntos também foram abordados.

A redução na conta é resultado do ajuste fiscal de 2017, onde o presidente do tribunal, desembargador Carlos Tork, reduziu o horário interno de funcionamento do prédio do Tjap, localizado no Centro de Macapá. No ano passado, a conta de luz da sede do judiciário chegou a mais de R$ 600 mil por mês.

“A redução de nosso horário de funcionamento interno não prejudicou nossos serviços. Ao contrário, nos garantiu uma economia de mais de R$ 400 mil em nossa conta de energia, mesmo com o aumento da tarifa, e ainda tivemos um incremento de 2,5% em nossa produtividade”, frisou o desembargador.

Bate-papo com a imprensa aconteceu nesta segunda-feira Fotos: Cássia Lima

O horário único do Tjap deve trazer uma economia de R$ 3 milhões por ano, 1% do orçamento total do órgão. Pelo menos essa é a previsão dos estudos da instituição. A meta é usar o recurso em investimentos.

A reunião tratou ainda de temas como o papel social que o Poder Judiciário do Amapá tem exercido, distribuição de força de trabalhos, chamada dos concursados e demanda jurisdicional.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.