Advogada faz campanha para ajudar jovem que perdeu o Enem após assalto

Adirleide Greice Carmo de Souza quer pagar cursinho para jovem que perdeu o exame
Compartilhamentos

RODRIGO INDINHO

Comovida com o caso do jovem que prestaria o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e foi assaltado e agredido com uma pedrada na cabeça, a professora e advogada Adirleide Greice Carmo de Souza, 32 anos, decidiu ajudar.

Ela conversou com o Portal SelesNafes.com, durante a tarde desta segunda-feira (12), após iniciar uma campanha, por conta própria, nas redes sociais em que tenta localizar o rapaz, Edelson da Costa Trindade, que é morador da região de Jurupari, uma ilha do Estado do Pará.

“Vi a imagem dele ensanguentado e querendo, mesmo assim, fazer a prova. Isso me sensibilizou porque eu também tive uma trajetória através dos estudos, então consegui me ver no lugar daquele jovem que estava perdendo a oportunidade de estar ingressando no ensino superior”, relatou a professora.

Estudante foi assaltado quando passava pelo Parque do Forte Foto: arquivo SN

Adirleide Greice Carmo de Souza disse também que pensou em como poderia ajudar, foi então que decidiu sobre o financiamento do cursinho.

“Mesmo não tendo muitas condições, pensei em pagar um ano de cursinho preparatório pro Enem como forma de incentivo para ele não desistir e continuar em busca dos objetivos dele”, falou a professora. 

Após a publicação nas redes, ela conta que outras pessoas também se disponibilizaram em ajudar o estudante. 

“Eu fico feliz porque de alguma forma eu plantei uma sementinha. Outras pessoas também querem ajudar e eu acredito que o mundo precisa disso, precisa que a gente plante o bem”, complementou.

Sensibilizada, a advogada Adirleide Greice Carmo contou que se identificou com o jovem Foto: Rodrigo Indinho

Em busca do jovem

A professora e advogada agora tenta encontrar Edelson da Costa Trindade e pede que as pessoas que o conhecem e que tenham contato com ele, que entrem em contato pelo número 98135-0990 ou pelo Facebook: Greice Souza. 

“Se encontrasse ele iria abraçar e dizer para não desistir e continuar lutando que, com certeza, Deus estará abrindo muitas portas e janelas. Espero que esse jovem também tenha a oportunidade de traçar altos voos na vida acadêmica. Quem sabe daqui alguns anos ele também não estará numa cadeira de doutorado igual a mim”, finalizou.

faria prova na Escola Gabriel de Almeida Café Foto: arquivo SN

Entenda o caso

O jovem Edelson da Costa Trindade foi assaltado e ferido com uma pedrada na cabeça, durante a manhã de domingo (11), por dois bandidos no Parque do Forte, na Orla de Macapá, quando se dirigia para fazer o Enem, na Escola Estadual Gabriel de Almeida Café.

A vítima contou que passava de bicicleta pelo local quando foi abordado e, mesmo tendo entregado um celular e um relógio, foi agredido.

Edelson Trindade foi socorrido e levado ao Hospital de Emergências de Macapá. Apesar de ter perdido grande quantidade de sangue, o ferimento não foi grave. Porém, ele acabou perdendo o horário da prova para ser atendido.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.