Mais 2 deputados podem perder os mandatos

Irregularidade no PSC é a principal razão argumentada pelo MP Eleitoral que ingressou com duas ações
Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Mais dois deputados estão poderão ficar sem os mandatos, caso a Justiça Eleitoral do Amapá julgue procedentes pedidos do Ministério Público Eleitoral. Desta vez, são os deputados André Abdon (PP) e Zezinho Tupinambá (PSC), federal e estadual, respectivamente.

As ações de impugnação de mandato eletivo foram protocoladas na quarta-feira (19). Tupinambá teria sido beneficiado por uma suposta fraude para regularizar o diretório regional do PSC.

O processo de legalização está sendo questionado pelo ex-deputado Waldenor Guedes. Ele afirma que teve uma assinatura sua falsificada nos documentos que regularização da legenda, que estava com problemas na prestação de contas do fundo partidário. Uma perícia da Polícia Federal concluiu que a assinatura em uma das procurações não seria dele.

Zezinho Tupinambá: partido irregular

Por estar na coligação com o PP, o PSC teve votos suficientes para ajudar a reeleger André Abdon, que passa a ser apanhado de tabela.

“MP Eleitoral considera que tanto os deputados eleitos quanto os suplentes tiveram suas candidaturas sustentadas na falsidade praticada no processo de prestação de contas do PSC. Ainda que aleguem desconhecimento dos fatos, suas candidaturas foram inegavelmente beneficiadas pela irregularidade”, defendeu o MP Eleitoral.

As duas ações serão julgadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.