Há 50 anos, os Beatles faziam a última apresentação (com direito à polícia)

Beatles não poderiam imaginar que aquela apresentação no terraço do prédio da Apple Record seria a última
Compartilhamentos

Por JOSÉ MARQUES JARDIM

Era 30 de janeiro de 1969, o tradicional frio e cinza clima londrino era quebrado repentinamente, por acordes vindos do roof top da Apple Records, a gravadora dos Beatles.

Um ano antes os “fab four” atravessavam aquela faixa de pedestres da esquina a imortalizando na capa do Abbey Road (1969), penúltimo disco.

De certa forma já estava sendo anunciado ali o fim da banda, que apesar das crises internas iniciadas a partir da morte do empresário Brian Epstein, demonstrou um competente amadurecimento musical momentaneamente culminado em Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band, de 1967.

Abbey Road, apesar de nostálgico, foi bem aceito pela crítica e público e tornou eternas, canções como a harmônica Here Comes The Sun, a impecável e vocálica Because e a longa e hipnótica I Want You. Sem falar na melosa Oh Darling e na onírica Golden Slumbers.

Mas Beatles, são Beatles e apesar da falta de fôlego para a banda considerando os projetos individuais de cada integrante, o que era para ser um filme acabou virando um disco. Let It Be, é considerado como a “cereja do bolo” do quarteto de Liverpool, o auge do amadurecimento profissional dos caras que mudaram a cultura de toda uma geração por revolucionarem costumes.

O disco não traz logicamente o vigor dos primeiros discos, tipo Please, Please me (1963), Hard Days Night (1964) e muito menos Help (1965). É outra época e outro estilo de uma banda que já demonstrava pequenos sinais de independência musical com Rubber Soul (1965) e Revolver (1966), onde o início da transformação e precedência para Sgt. Peppers já era anunciada.

Paul nos bastidores das gravações que quase terminou em prisão. Fotos: Apple Records

Mas voltemos ao 30 de janeiro de 1969, quando faltavam apenas sete meses para o maior festival de rock de todos os tempos, Woodstock, em agosto do mesmo ano, os Beatles já revolucionavam tocando em um local inesperado.

Eles nem sequer sabiam, mas foi a última apresentação ao vivo do quarteto e aconteceu um ano antes do fim do grupo. O concerto, nome mais fiel para esta apresentação fez parte das gravações do filme Let It Be. No repertório estão “Get Back”, “Don’t Let Me Down”, “I’ve Got a Feeling”, “One After 909”, “Dig a Pony”, “God Save the Queen” e um trecho de “I Want You (She’s So Heavy)”, do anterior Abbey Road.

A reação do que seria quase um ensaio foi imediata. Logo uma multidão estava na rua para presenciar com olhos voltados para cima, a apresentação dos Beatles, tocando em volume máximo.

Um ano depois, a banda a anunciava o fim do sonho

Mas deu confusão. A polícia foi chamada e tratou de subir ao telhado da Apple e pedir que o volume fosse abaixado. Paul chegou a dizer que ser preso naquele dia, junto aos outros Beatles, teria sido um grande final para aquele show. Um ano depois, o próprio Paul anunciou sua saída dos Beatles e John Lennon em seguida proferiu a célebre frase: “O Sonho Acabou.”

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.