Furlan desiste, e Kaká será presidente pela 3ª vez

Único oponente de Kaká Barbosa na disputa pela presidência da Assembleia disse que não conseguiu o mínimo para formar chapa
Compartilhamentos

Por SELES NAFES

O deputado estadual Antônio Furlan (PTB) não será mais candidato à presidência da Assembleia Legislativa do Amapá. Em nota distribuída no início da manhã desta terça-feira (5), ele alegou que não conseguiu o número mínimo de deputados para inscrever a chapa, que são sete.

Até ontem, pessoas mais próximas a ele afirmavam que havia a chapa completa e ainda mais dois deputados que só manifestariam apoio publicamente na hora da eleição, marcada para esta terça. No entanto, a nota é assinada por apenas quatro deputados: Júnior Favacho (DEM), Telma Nery (PRP), Diogo Sênior (PMDB) e próprio Furlan. O PSB e do MDB havia “orientado” Jaci Amanajás e Cristina Almeida a votar na chapa dele. O deputado Victor Amoras (Rede) não aparece 

O Portal SN tentou falar com o deputado Antônio Furlan nesta manhã, mas ele não atendeu as ligações. Na nota, ao mesmo tempo em que lamenta não ter atingido o número mínimo, o ex-candidato diz que continuará defendo no parlamento a redução em 20% do orçamento da Alap e o fim da reeleição para o cargo de presidente.

Com o caminho mais livre do que nunca, Kaká Barbosa será aclamado presidente do Legislativo pela terceira vez seguida, em sessão que será realizada hoje, às 15h, no plenário provisório da Assembleia no Centro de Convenções João Batista Picanço.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.