MPF recomenda exonerar secretário de Desenvolvimento Rural do AP

Vanderlei Daniel Sebben Filho é ex-presidente da Aprosoja
Compartilhamentos

Por DA REDAÇÃO

O Ministério Público Federal (MPF) emitiu recomendação, nesta quina-feira (14), em que pede a exoneração do secretário de Desenvolvimento Rural do Amapá, Vanderlei Daniel Sebben Filho.

O documento, endereçado ao governador Waldez Góes (PDT), considera que a nomeação de um empresário do ramo da soja para a pasta denota conflito de interesses. 

O chefe do executivo estadual tem o prazo de 10 dias úteis para responder ao MPF. 

Vanderlei Daniel Sebben Filho foi empossado no dia 25 de janeiro na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (SDR). Além de empresário, é ex-presidente da Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja). 

Para o MPF, há possibilidade de o secretário, no exercício do cargo, influenciar em atos de gestão que possam lhe beneficiar diretamente.

Em caso de descumprimento da recomendação, a instituição indica que medidas judiciais serão tomadas. A recomendação é assinada pelos procuradores da República integrantes da Ação Coordenada de Combate à Macrocriminalidade Ambiental no Amapá.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!