Julgamento de Waldez Góes no STJ é adiado novamente

O governador é acusado pelo MPF de não repassar aos bancos os empréstimos descontados dos salários dos servidores estaduais durante os anos de 2009 e 2010.
Compartilhamentos

Por DA REDAÇÃO

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Mauro Campbell Marques, relator da ação penal movida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o governador do Amapá, Waldez Góes, no caso dos consignados, pediu vista para analisar de forma mais minuciosa os autos do processo.

Com o pedido de vista, o julgamento, que estava marcado para a próxima segunda-feira (8), será adiado.

“Pedi vista do feito para analisar mais detidamente os votos já proferidos pelos eminentes pares e os argumentos esgrimidos pelas partes”, justificou o relator do processo.

Góes é acusado pelo MPF de não repassar aos bancos os empréstimos descontados dos salários dos servidores estaduais durante seu segundo mandato, entre os anos de 2009 e 2010.

Até agora oito, de um total de 14 ministros, já votaram. O placar do colegiado está em sete a um votos a favor da condenação do governador. O resultado pode mexer com o posto de governador do Amapá e com as eleições de 2018, quando Góes saiu vitorioso.

Esta é quarta vez que a sessão é adiada. Ainda não há uma nova data para o julgamento.

Foto: Ascom/GEA

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.