Compartilhamentos

A direção do Hospital de Emergência confirmou a morte de Uriel dos Santos, de 40 anos, vítima de explosão que ocorreu em uma embarcação no canal das Pedrinhas no dia 31 de março. Uriel passou 10 dias internado no setor de queimados do HE com 80% do corpo queimado.

O coordenador do Centro de Tratamento de Queimados do HE, Augusto Púpio, enfatizou que Uriel tinha queimaduras muito graves, o que causou a falência múltipla dos órgãos. Além disso, Uriel foi arremessado para fora do barco devido ao impacto da explosão e a queda lhe causou traumatismo craniano.

O acidente aconteceu no dia 31 de março quando a embarcação estava abastecendo tambores de gasolina e óleo diesel e, segundo sobreviventes, teria sido provocado por um cigarro. A explosão ocorreu ao lado de um posto de combustíveis e foi ouvida a vários quarteirões de distância. De acordo com a Capitania dos Portos, os tripulantes do barco “Rei Davi de Anajás” estavam enchendo 30 tambores de 200 litros cada um, o que totalizaria 6 mil litros de combustíveis, entre gasolina e óleo diesel.

A outra vítima que estava internada com 30% do corpo queimado, José Ferreira dos Santos, recebeu alta na sexta-feira, 10.

Compartilhamentos