Compartilhamentos

A secretária de Assistência Social da Prefeitura de Macapá, Eliane Gonçalves, de 50 anos, morreu nesta segunda-feira, 17, depois de ser submetida a uma cirurgia estética na cidade de La Paz, na Bolívia. A prefeitura de Macapá emitiu uma nota lamentando a morte, e afirmando que Eliane deu uma grande contribuição para a cultura e no trabalho de inclusão social de crianças em situação de risco.

Eliane estava na Bolívia havia cerca de 40 dias acompanhada de amigas. Antes da cirurgia, no entanto, ela teve que passar por um processo de preparação que consistia em exames e outros procedimentos, segundo relataram amigos. Ela era mineira e morava sozinha com a filha em Macapá.

Eliane Gonçalves era artesão e comandou projetos de inclusão de crianças. Foto: PMM

Eliane Gonçalves era artesão e comandou projetos de inclusão de crianças. Foto: PMM

Eliane Gonçalves trabalhou durante oito meses como secretária. Em janeiro deste ano, ela foi afastada do cargo porque a Polícia Federal começou a investigar cadastros suspeitos no programa Bolsa Família.

Vários funcionários estão sendo investigados. A Secretaria de Assistência Social passou a ser dirigida interinamente por Sandra Smith, mas Eliane continuava ajudando na gestão. 

Em nota, a PMM disse que, “como secretária, deixou seu toque pessoal, com marcas de seus dotes artesanais, nos espaços Macapá Criança e CEU das Artes”.

A nota ainda que Eliane, que era artesã, foi uma pessoa apaixonada pela cultura da Amazônia.

“Em respeito à sua memória e à sua família, continuaremos lutando para restabelecer a verdade sobre o caso que a afastou da gestão da Semast. Esses fatos, que hão de ser esclarecidos, não mancham seu legado de vida e de profissional destacada. A mulher e mãe dedicada agora tem a missão de olhar pelos seus de outro plano. Choraremos sua morte e lembraremos com carinho das lembranças, rogando a Deus que conforte o coração de seus familiares. Vá em paz, companheira!”, finaliza a nota.

Compartilhamentos