Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Começou a tramitar na Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP) um projeto que se virar lei poderá incluir temas relacionados à corrupção na grade curricular das escolas estaduais. A proposta é do deputado Pedro da Lua (PMB), presidente da Comissão dos Direitos Humanos da ALAP.  

O projeto foi protocolado na última quinta-feira, 17. A ideia é que as aulas passem a abordar o problema em turmas de ensino fundamental e médio.

“A ideia é dar conhecimento aos alunos da rede pública do Estado, como se processa a corrupção no meio político e social e suas consequências”, justificou o deputado, acrescentando que dessa forma será possível formar a consciência dos estudantes e provocar opiniões.

Tia Neném

Um dia antes, na quarta-feira, 16, o deputado teve um projeto aprovado por unanimidade, que institui o dia 19 de novembro como Dia da Mulher Empreendedora. 

O projeto ganhou o nome de “Lei Tia Neném”, homenagem a uma das mais conhecidas vendedoras de comidas típicas do Estado, falecida há cerca de 12 anos.

Os filhos de Petrionilha Silva Queiroz, a Tia Neném, mantiveram a tradição e continuam comercializando alimentos na mesma residência, no Bairro do Trem.

Antes de se mudar para o Trem, Tia Neném teve uma pequena pensão e restaurante no “Formigueiro”, atrás da Igreja de São José, no centro da cidade.

Compartilhamentos