Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Uma operação conjunta da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil e do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) fez várias apreensões na madrugada desta quarta-feira, 25, na BR-210, na Zona Rural de Macapá. Entre os produtos apreendidos estava um carregamento clandestino de grude de gurijuba avaliado em mais de R$ 500 mil.

Policiais calcularam em 1 tonelada a quantidade de grude

Policiais calcularam em 1 tonelada a quantidade de grude

Operação contou com várias forças policiais

Operação contou com várias forças policiais e só terminou no início da manhã

O grude é utilizado, principalmente, pela indústria asiática na fabricação de cosméticos e bebidas. O produto é caro, e estava sendo transportado sem nota fiscal em uma picape que partiu do município de Calçoene, a 450 quilômetros de Macapá. No total, os policiais calcularam em 1 tonelada o peso da carga.

1,5 mil euros foram apreendidos sem declaração da Receita Federal. Fotos: Olho de Boto

1,5 mil euros foram apreendidos sem declaração da Receita Federal. Fotos: Olho de Boto

Passageiro foi detido com uma arma

Passageiro foi detido com uma arma

“Configurou crime tributário, por isso estamos encaminhando o produto para a Secretaria de Fazenda do Estado (Sefaz)”, explicou o inspetor Haroldo, da PRF.

Além do grude de gurijuba, foram apreendidos com outros viajantes um revólver calibre 38 carregado, carne de jacaré e de paca. O passageiro foi preso por porte  ilegal de arma de fogo. A carne foi repassada para o Batalhão Ambiental da Polícia Militar.

Ônibus de passageiros de Oiapoque e Laranjal do Jari foram abordados

Ônibus de passageiros de Oiapoque e Laranjal do Jari foram abordados

Policial com cão farejador observa passageiros

Policial com cão farejador observa passageiros

Outro passageiro estava transportando cerca de 1,5 mil euros, o equivalente a R$ 6 mil, duas vezes acima do que é permitido sem declaração pela Receita Federal. Neste caso, o dinheiro também foi apreendido.  

A blitz começou à meia-noite e só terminou às 5h da manhã.

Carros de passeio e táxis foram abordados

Carros de passeio e táxis foram abordados

Compartilhamentos