Compartilhamentos

De Santana, FERNANDO SANTOS

O 4º Batalhão da Polícia Militar recebeu informações de que dois homens, em uma motocicleta, teriam atirado em um comerciante que morreu na hora, no município de Santana, distante 17 km de Macapá, capital do Amapá.

O comerciante José Jorge de Sousa, de 42 anos, morreu no local do crime com 3 tiros quase à queima roupa. Os disparos atingiram a cabeça e o tórax da vítima. O homicídio ocorreu por volta das 21h deste sábado, 11, na Rua João Leite Coutinho, no Bairro Fonte Nova.

“O pessoal não conseguiu anotar a placa da motocicleta. Diligências estão sendo feitas”, informou o tenente Manoel Moura, da Diretoria de Comunicação do 4º BPM.

Tiros atingiram cabeça e tórax. Fotos: Nonato Trindade

Tiros atingiram cabeça e tórax. Fotos: Nonato Trindade

Os criminosos fugiram rápido, sem levar nada da vítima. A motivação do crime e possíveis nomes de suspeitos ainda não foram descobertos. O caso será investigado pela 1ª Delegacia de Polícia de Santana.

“Quem tem maiores detalhes é a Polícia Civil, onde a ocorrência foi registrada pelos familiares. Possivelmente, eles relataram os suspeitos e a motivação”, concluiu, tenente Moura.

Foi segundo homicídio em Santana nas últimas 24 horas. No fim da manhã do sábado, na Rodovia Salvador Diniz, o ex-detento Lucas Silva de Almeida foi morto a facadas em frente a um mercantil. Testemunhas viram quatro agressores que teriam chegado de bicicleta. 

Outro 

No dia 11 de janeiro, outro comerciante, Benedito de Oliveira, dono de panificadora no Bairro Hospitalidade, também foi assassinado a tiros.

A luz do dia, três bandidos chegaram ao estabelecimento comercial e anunciaram um assalto. O comerciante reagiu e foi atingido por dois tiros. Ele foi levado às pressas para o Pronto Socorro de Santana, mas não resistiu aos ferimentos.

Os criminosos foram presos momentos depois. O caso teve grande repercussão na cidade, devido a popularidade da vítima. 

Benedito da Silva Oliveira foi morto ao tentar perseguir os assaltantes. Foto: Reprodução

Benedito da Silva Oliveira foi morto ao tentar perseguir os assaltantes. Foto: Reprodução

 

Compartilhamentos