Justiça suspende processo seletivo do Ifap

Ifap tem dez dias para alterar o critério de seleção.
Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Justiça Federal suspendeu o processo seletivo para os cursos técnicos integrados do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá (Ifap). De acordo com a decisão, a instituição deve alterar o critério de seleção, realizando provas e não apenas classificando os estudantes por meio de análise do histórico escolar.

A decisão atende a pedido do Ministério Público Federal (MPF), que entendeu que o processo de seleção por análise do histórico nas disciplinas de língua portuguesa e matemática (6º, 7º e 8º ano do ensino fundamental) ofende os princípios constitucionais da isonomia e da razoabilidade.

O MPF considera o método inadequado e insuficiente para comparar o conhecimento e o mérito dos candidatos.

De acordo com a decisão, a instituição tem dez dias para alterar o critério de seleção. Após esse prazo, o período de inscrições deve ser reaberto, determina a Justiça.

 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.