Servidor é denunciado por assédio sexual contra vigilantes

Responsável pela Divisão de Serviços Gerais pedia favores sexuais para não demitir mulheres
Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Um servidor público, lotado na Universidade Federal do Amapá (Unifap), é alvo de ação do Ministério Público Federal (MPF) por assédio sexual cometido no ano de 2014, contra duas vigilantes.

Na época, o servidor, que não teve a identidade revelada, cumpria a função de responsável pela Divisão de Serviços Gerais da universidade.

De acordo com a denúncia, ele teria condicionado a permanência das duas mulheres em seus postos de trabalhos a troca de favores sexuais.

Por aplicativo de mensagens

Os assédios praticados pelo acusado seriam feitos principalmente por meio de aplicativos de mensagens de celular e em redes sociais. Cópias das conversas, com teor sexual, constam no processo como provas. 

MPF ajuizou ação após denúncia das vigilantes Foto: Arquivo

Após as investidas do assediador, que se tornavam mais frequentes e incisivas, as duas vítimas resolveram procurar a Unifap para relatar os fatos. Pelo comportamento, ele respondeu a dois procedimentos, um investigatório criminal e outro administrativo disciplinar, no âmbito da instituição de ensino.

“O MPF entende que ao condicionar a permanência das vigilantes em seus postos de trabalho à concessão de favores sexuais, não a critérios técnicos, o servidor violou diversos princípios da Administração Pública”, diz o MPF em nota.

A ação pede pede a condenação do servidor, em especial, a perda da função pública, que é o meio utilizado para a prática dos abusos.

Novas denúncias

Segundo o MPF, há indícios de que o servidor tenha cometido os mesmos atos contra outras mulheres.   

Denúncias de outros casos ocorridos na Unifap, envolvendo o servidor, podem ser feitas pela internet, no site cidadao.mpf.mp.br, pelo aplicativo SAC MPF, ou na sede da Procuradoria da República, na Avenida Ernestino Borges, 535, Centro. As denunciantes terão a identidade preservada, caso optem pelo sigilo.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!