Líder de facção envolvido em assalto a policial morre em confronto

Confronto ocorreu no bairro Novo Horizonte, na zona norte de Macapá.
Compartilhamentos

Por LEONARDO MELO

O líder de uma facção criminosa que atua no Amapá morreu, na manhã desta terça-feira (2), após confronto com o Batalhão de Operações Especiais (Bope). O confronto ocorreu por volta de 6h, em uma residência no bairro Novo Horizonte, na zona norte de Macapá.

Segundo a polícia, José Lino Coelho da Costa, 44 anos, o “Touchê”, é o mandante de várias mortes e crimes ocorridos no Estado, incluindo o roubo que deixou à beira da morte o sargento Eliel Fernandes, do Batalhão de Força Tática – ocorrido na tarde de segunda-feira (1).

Touchê comandava uma das organizações criminosas mais perigosas do Amapá. Reprodução e Fotos: Leonardo Melo/SN

De acordo com o capitão Cleverton, uma denúncia anônima apontou que os suspeitos envolvidos no roubo do sargento Eliel Fernandes estariam escondidos no endereço onde ocorreu a troca de tiros.

“Nós já adentramos no local esperando um possível confronto. E foi o que aconteceu. O infrator é o mandante de diversos roubos que têm ocorrido aqui no Estado do Amapá. Está diretamente envolvido no roubo do policial que foi baleado”, afirmou o capitão Cleverton.

Equipe que trocou tiros com o líder da organização criminosa em frente a casa onde ocorreu o confronto

Segundo ele, o imóvel onde ocorreu o confronto foi alugado por Touchê há um mês. A arma usada pelo bandido, um revólver de calibre 38, foi entregue à Polícia Civil, no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do bairro Pacoval.

Perigoso

Recém incluído no regime aberto domiciliar, depois de cumprir mais de 10 anos de sua pena em regime fechado, José Lino é apontado pela polícia como o principal líder de uma organização criminosa que atua dentro e fora do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

Técnicos da Politec fizeram a perícia na cena do confronto

Ele seria um criminoso frio que, para mostrar o seu poder criminoso, determinava de dentro do presídio a morte de rivais soltos. Um dos crimes mais emblemáticos ordenados por ele, segundo a polícia, é a morte do detento David André do Espírito Santo Navegante, o “DVD”, executado a tiros em frente ao Iapen, quando saia da cadeia para trabalhar, às 6h – ele era preso do regime semiaberto, tinha que retornar às 18h.

Durante as investigações, a Polícia Civil descobriu um áudio de uma ligação telefônica em que a ordem para assassinar “DVD”, que pertencia a uma facção rival, foi dada por José Lino.

Saiba mais em:

Policial militar é ferido a tiros durante assalto

Detento é executado na frente do Iapen

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!