• mulher gravida seis filhos (10)
    Mãe de 4 filhos, 2 com deficiência, desempregada e grávida vive drama
  • ajuda família venezuelana (1)
    Refugiados ganham comida, aluguel social e roupas para recomeçar
  • ' />

    Família que morava em casa de brinquedo some na hora de receber ajuda

    Eles não foram mais encontrados pelas assistentes sociais da Secretaria de Assistência Social de Macapá, que já tinha garantido um imóvel para atender o casal e seus seis filhos.
    Compartilhamentos

    Por MARCO ANTÔNIO P. COSTA

    O caso de uma família de oito pessoas que estava morando em uma casa de brinquedo do parquinho do Araxá – contado pelo Portal SelesNafes.com e que gerou bastante comoção e mobilizou autoridades públicas – ganhou um novo e preocupante capítulo.

    A família não foi mais encontrada pelas assistentes sociais da Secretaria Municipal de Assistência Social de Macapá (Semas), que já tinha garantido um imóvel, mesmo que provisório, para começar a atender o casal e seus seis filhos.

    No sábado (18), um dia após a veiculação da primeira matéria, a família recebeu a visita das assistentes sociais, com uma cesta básica e os primeiros contatos.

    Como encaminhamento, a família iria passar as noites do sábado e do domingo na casa de uma missionária que os estava ajudando, no Bairro das Pedrinhas e, na segunda-feira (20), iria ser encaminhada para a casa nova.

    Há alguns dias, família ocupava a casa do parquinho. Fotos: Marco Antônio P. Costa/SN

    No entanto, desde a segunda-feira, as equipes não encontram a família. Duas de suas crianças estão matriculadas em uma escola da zona sul de Macapá. A diretora da unidade informou que elas não estão frequentando às aulas e repassou um endereço. Neste local, novo insucesso.

    O Portal SN também tentou encontrar a família e conversar sobre a importância do recebimento da ajuda, mas todos os ambulantes e comerciantes de perto da casa do parquinho disseram que não os veem desde o domingo.

    Nos telefones que chegaram a repassar em nossa primeira matéria, que seriam de dois de seus filhos, tampouco conseguimos contato.

    Família chegou a receber visita de assistentes sociais antes de sumir

    “Como combinado, ficamos de retornar, estivemos no sábado para retornar na segunda-feira, mas não se encontrava mais a família. A gente precisa encontrar essa família, para dar esse suporte e garantir o direito deles como cidadãos, a gente precisa realmente encontrá-los. Ficamos no aguardo, qualquer informação, já estamos prontos para atendê-los”, declarou Kátia Regina, assistente social da Semas.

    Informações sobre o paradeiro da família podem ser passadas à comunicação da Semas, através do número (96) 99127-4630.

    Seles Nafes
    Compartilhamentos
    Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
    error: Conteúdo Protegido!!