Compartilhamentos

O Ministério Público do Estado identificou que a Câmara de Vereadores de Macapá paga salários acima do teto constitucional para alguns funcionários. O caso levou o MP a emitir uma recomendação ao presidente da Câmara, vereador Acácio Favacho (PMDB), para que proceda alterações na folha de pagamentos dos servidores da Casa, adequando os salários ao limite máximo que é de R$ 29,4 mil.

O Ministério Público divulgou que os supersalários na Câmara de Macapá, variam entre R$ 30 mil e R$ 67 mil. Além da recomendação, o MP informou que vai adotar outras medidas, inclusive judiciais, com o fim de que os valores pagos indevidamente sejam ressarcidos aos cofres públicos.

Uma fonte da Câmara comentou que em todos os casos os servidores que recebem acima do teto acumulam vencimentos determinados por decisões judiciais. Já a assessoria de comunicação da Câmara de Vereadores informou por telefone ao site SelesNafes.Com, que a presidência da Casa só vai se pronunciar sobre o assunto quando for notificada oficialmente. 

Compartilhamentos