Compartilhamentos
Manifestantes organizados por entidades da sociedade civil realizaram um ato público em frente do prédio da Assembleia Legislativa no fim da tarde desta sexta-feira, 23, para cobrar a redução imediata do orçamento dos deputados do Amapá. O movimento “Reduza Já” é encabeçado pelo PSB e pelos partidos que estão no governo em resposta à reportagem do Fantástico que mostrou os gastos suspeitos com diárias de viagem e verba indenizatória.
Manifestantes vieram de vários cantos da capital organizados por entidades e partidos políticos

Manifestantes vieram de vários cantos da capital organizados por entidades e partidos políticos

Segundo dados da coordenação do movimento, ao todo, os 24 deputados do Estado gastaram R$ 17,4 milhões em diárias durante o ano passado, valor superior ao que foi gasto pelos 81 senadores do Brasil no mesmo período.
A ideia dos manifestantes é recolher assinaturas em um documento, que pedirá a redução imediata do orçamento anual incluindo o valor gasto com diárias. “Os senadores gastaram 1,7 milhões, como 24 deputados podem gastar mais que os 81 senadores juntos? O que não podemos é ficar parados, pois enquanto esse dinheiro é embolsado, nós ficamos sem educação e saúde, pastas que são criticas no Amapá”, comentou o estudante universitário, Edie Martins.
Estudante Eddie Martins: "como pode 24 deputados gastaram mais que 81 senadores?"

Estudante Eddie Martins: “como pode 24 deputados gastaram mais que 81 senadores?”

Em um comparativo, para concluir o Hospital Metropolitano, localizado na Zona Norte da Capital, serão necessários cerca de R$ 15 milhões, aproximadamente dois a menos com o que foi gasto só em diárias pelos deputados. “Por conta desses comparativos que queremos ver esse dinheiro que está sendo gasto e desviado na educação e saúde. Com isso com certeza teríamos uma sociedade melhor. Mas antes disso é preciso haver uma mudança significativa na forma com que o dinheiro público é gasto”, ponderou o estudante secundarista, Rafael Serra.
Estudante Rafael Serra: "mudança na forma de gastar dinheiro público"

Estudante Rafael Serra: “mudança na forma de gastar dinheiro público”

A Assembleia Legislativa se posicionou sobre o Reduza Já afirmando que movimento é essencialmente político e que, por isso, não iria entrar no debate. O Legislativo afirmou que o tema será debatido dentro dos foros constitucionais que ocorrem dentro da Casa de Lei e que o valor será amplamente debatido no momento em que a Lei Orçamentária Anual (LOA) for debatida para o próximo ano.
Compartilhamentos