Compartilhamentos

Muitos familiares e amigos compareceram na manhã desta terça-feira, 6, no Cemitério São José, para prestar as últimas homenagens à universitária Janaína Coutinho Pereira, de 22 anos, encontrada morta no interior da casa onde residia no Bairro do Laguinho. A jovem era estudante de odontologia de uma faculdade particular e se formaria no fim deste ano. Familiares ainda se questionam sobre o que levou Janaina a cometer suicídio.

10659314_859549127397195_3788205138806510513_n

Janaína se formaria em Odontologia no fim deste ano. Conselho de Odontologia emitiu carta de condolências à família

Uma irmã de estudante a encontrou por volta das 6 horas de segunda-feira,5, enforcada com uma blusa num cômodo da casa, localizada na Rua José Serafim, Bairro do Laguinho. Familiares da jovem informaram que ela estava em tratamento contra depressão desde que tinha tentado suicídio no ano passado.

Jana era "na dela"

Jana era “na dela”. Reprodução: Álbum de família

Diferentemente de outros casos, ela não deixou carta de despedida explicando os motivos do suicídio que já foi confirmado pela Politec. “O cenário foi modificado pela família, no momento de desespero. Mas, ela amarrou uma blusa no lugar da rede e se suicidou”, confirmou o perito da Odair Monteiro, da Politec.

De acordo com familiares, “Jana”, como era chamada, era uma menina muito doce, super “na dela”, gostava mais de ficar sozinha curtindo livros, CDs e redes sociais. “Ela era na dela. Amava o curso que estava fazendo. Acaba ficando uma interrogação. Essa pergunta é a que mais atormenta”, desabafou o primo da jovem, Victor Menezes.

Janaína era considera uma ótima aluna de odontologia. Ainda na manhã de segunda-feira, o Conselho Regional de Odontologia do Amapá emitiu nota de pesar e solidariedade à família e aos amigos de Janaina Coutinho, por meio de uma rede social.

 

Compartilhamentos