Compartilhamentos

Agentes da Polícia Civil de Oiapoque prenderam um casal e uma idosa acusados de vender crack no município. Até aí nada muito fora do comum numa cidade que tem índices alarmantes de consumo e prisões de traficantes. Mas desta vez os policiais encontraram três filhos dos suspeitos trancados e sozinhos em uma residência. De acordo com a polícia, os pais estavam numa festa comercializando crack.

Uma equipe liderada pelo delegado Paulo Cézar Vieira foi primeiro até a residência de Conceição Lobato de Almeida, de 57 anos, no último sábado, 6, e encontrou 112 cabeças de crack e R$ 3 mil em dinheiro.

Drogas e dinheiro foram encontrados na casa de Conceição, de 57 anos . Fotos: Ciosp do Oiapoque

Drogas e dinheiro foram encontrados na casa de Conceição, de 57 anos . Fotos: Ciosp do Oiapoque

Na casa da filha dela, Rita de Cássia, de 29 anos, os policiais encontraram uma balança de precisão e cerca de R$ 1,5 mil em dinheiro trocado, e ainda material para embalar a droga. Depois de uma perícia foi constatado que a balança era mesmo usada na pesagem de entorpecentes.

Dentro da residência do casal estavam os três filhos trancados, um de 1 ano, outro de 5 anos e terceiro de 10 anos. Os pais estavam em uma festa oferecendo drogas quando foram presos em flagrante.

Delegado Paulo Cézar Vieira lavrando flagrante

Delegado Paulo Cézar Vieira lavrando flagrante

Além do indiciamento por tráfico de drogas, Rita de Cássia e Rodolfo Gabriel Damasceno Alves responderão pelo crime de abandono de incapaz. A mãe de Rita de Cássia, Conceição, também foi presa por tráfico. Ela já havia trabalhado no Ciosp do Oiapoque como faxineira apesar de já ter sido presa por tráfico em 2009. Ela é considerada a “patroa” do esquema. 

Compartilhamentos