Compartilhamentos

A Justiça mandou soltar o policial militar Marlon Vilhena, do Batalhão de Rádio Patrulha (BRPM), preso sob acusação de assalto e agressão física a um produtor rural de 68 anos na região de Ressaca da Pedreira. Ele estava preso desde o último dia 17 do quartel do Comando Geral da PM. Três amigos dele estavam no Iapen e também foram soltos.

A defesa apresentou ao juiz fotografias da arma do produtor rural, dos amigos na pescaria e boletim de ocorrência que, segundo o advogado, demonstra apenas que houve uma briga entre vizinhos.  “Mostramos ainda que os nossos clientes preenchiam todos os requisitos para responder ao processo em liberdade”, explicou o advogado Charles Bordalo.

O produtor acusava o policial militar de tê-lo roubado e agredido depois que questionar o PM sobre disparos de arma de fogo. O militar disse que ajustando a mira de sua arma e foi obrigado a desarmar o produtor. O ancião o acusou em seguida de invadir sua propriedade e praticar o crime.

A decisão de por os réus em liberdade foi publicada na última sexta-feira, 27, mas só nesta terça, 3, a defesa divulgou a informação.

Compartilhamentos