Compartilhamentos

Assistentes sociais e técnicos da Secretaria de Inclusão e Mobilização Social (Sims) estão visitando casas de pessoas beneficiadas pelo programa Amapá Jovem. São mais de 4 mil beneficiários que estão passando por uma espécie de recadastramento e inspeção nas residências onde moram.  

Os beneficiários foram cadastrados na gestão passada e estão passando por entrevistas nas residências onde moram. O objetivo é verificar se eles realmente estão dentro dos critérios do programa.

Em função da quantidade de beneficiários, o trabalho só deve terminar no dia 15 de julho e nesta fase está passando por bairros da Zona Norte.

“Assistentes sociais visitam as casas dos jovens para comprovar se os beneficiários estão no aspecto de vulnerabilidade. Após a coleta de dados vamos saber se o jovem poderá ou não continuar no projeto”, destacou  o gerente-geral do Juventude Cidadã da Sims, Gilvan Barbosa

“Quando acabar o recadastramento a Sejuv vai apresentar ao governador uma nova versão para o programa. Vamos realizar conferências em todos os municípios para debatermos políticas para as novas atividades do Amapá Jovem”, salientou o secretário extraordinário de políticas públicas para a juventude, Rafael Cambraia.

O Programa Amapá Jovem paga uma espécie de bolsa no valor de R$ 250 para jovens que esteja participando de cursos de qualificação profissional e atividades de cultura e lazer.

Compartilhamentos