Compartilhamentos

A assessoria do ex-governador Camilo Capiberibe (PSB) divulgou nota na manhã desta quinta-feira, 14, onde ataca o governo atual e os procuradores que estariam instrumentalizados politicamente.

Abaixo a íntegra da nota.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em relação à coletiva de imprensa feita pela Procuradoria Geral do Estado (Prog), por meio de nota, a assessoria do ex-governador Camilo Capiberibe (PSB) esclarece:

– Trata-se de uma estratégia política para esconder a paralisação de mais de 50 obras públicas na saúde, na educação e na infraestrutura, que estavam em pleno andamento até o final da gestão do ex-governador Camilo Capiberibe;

– É importante lembrar que, durante os quatros anos da gestão do governador Camilo, nenhuma operação da Polícia Federal ocorreu nas repartições públicas estaduais e nenhum secretário do seu governo foi preso;

– O ex-governador Camilo pagou R$ 74 milhões em consignados às instituições bancárias, uma dívida herdada do governo Waldez/Pedro Paulo. Durante o governo do PSB, nenhum servidor foi negativado;

– O ex-governador, que está absolutamente tranquilo, vai aguardar a notificação formal para prestar todos os esclarecimentos necessários, sem fugir pela porta dos fundos como fez o governador Waldez Góes para não responder por seus atos;

– Por fim, é lamentável que o atual governador, que não prestou contas de mais de 120 dias de gestão, esteja utilizando a Procuradoria Geral para atacar adversários políticos.

Compartilhamentos