Compartilhamentos

Continuam neste fim de semana os festejos em homenagem a São Joaquim, padroeiro da comunidade quilombola do Curiaú. É uma tradição de mais de dois séculos. O ponto alto na programação é o tradicional “Batuque”, dança criada pelos negros da região e a ladainha dedicada ao padroeiro.  

José Araújo da Paixão coordena as atividades conduzindo a solenidade religiosa que tradicionalmente é repassada de geração para geração ao longo dos anos.

O ponto alto da festa é o Batuque, dança tradicional dos povos da região

O ponto alto da festa é o Batuque, dança tradicional dos povos da região. Fotos: Marileia Maciel

“A festa de São Joaquim é sempre um momento de resgate da nossa cultura afrodescendente. Uma busca pelo valor de um povo que muito batalhou para o desenvolvimento dessa comunidade que existe hoje”, afirmou o administrador.

A programação começou no dia 9 e segue até o dia 18 de agosto, data em que é comemorado o dia do padroeiro São Joaquim. A comunidade de Curiaú de Fora está localizada a 8 quilômetros de Macapá. 

Programação

14/08 – Sexta Feira

07h00 Levantamento do Mastro

08h00 Hasteamento da Bandeira

12h00 Almoço

18h00 Jantar

20h00 Ladainha e Folia

21h00 Batuque

15/08 – Sábado

12h00 Almoço

18h00 Jantar

20h00 Ladainha e Folia

21h00 Baile Dançante

16/08 – Domingo

20h00 Ladainha e Folia

17/08 – Segunda Feira

12h00 Almoço

18h00 Jantar

20h00 Ladainha e Folia

21h00 Batuque

18/08 – Terça Feira (Dia do Santo Padroeiro)

09h00 Missa

10h00 Café da Manhã

12h00 Almoço

17h00 Procissão

18h00 Ladainha e Folia

19h00 Jantar

21h00 Baile Dançante

 

Compartilhamentos